Goebbels e o Partido dos Trabalhadores Alemães

goebbels4-sized

Joseph Goebbels: técnicas e objetivos sórdidos que sobrevivem ainda hoje no Brasil

Semana passada completou 80 anos que um cidadão branco, magro, de cabelos negros, manco, assumia, em Berlim, o cargo de Ministro da Propaganda da Alemanha. Joseph Paul Goebbels chegou ao poder em 1933, junto com o companheiro Adolf Hitler, recém eleito chanceler alemão. Ambos pertenciam ao Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães (Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei), mais conhecido pela nomenclatura abreviada de Partido Nazista.

Goebbels, que tinha pendores poéticos e havia estudado literatura e filosofia, aprendeu com Nietzsche que as pessoas costumavam aceitar e repetir mentiras como verdades desde que essas “verdades” fossem legitimadas pelo conjunto da sociedade. Nietzsche dizia, por isso, que a humanidade havia se habituado a “mentir em rebanho”.

Nos 12 anos que permaneceu no cargo, Goebbels desenvolveu um eficiente trabalho de afirmação do discurso nazista, reforçando ao extremo o sentimento nacionalista, defendendo o mito da supremacia racial alemã e demonizando judeus e comunistas. A superação gradativa da crise econômica servia como elemento de confirmação para as mais diversas teses nazistas. E, como um rebanho, o povo foi levado ao ódio e à guerra. A ideia de que uma mentira repetida mil vezes acaba por legitimá-la como verdade foi usada como técnica de sucesso.

Goebbels ficou ministro da propaganda até 30 de abril de 1945, no final da guerra, quando as tropas russas já invadiam as ruas de Berlim. Nesse dia, por designação feita por Hitler pouco antes de se suicidar, tornou-se o novo chanceler alemão, cargo que exerceu até o dia seguinte, quando também se suicidou.

Mas sua técnica de, pela repetição, transformar mentira em verdade continua viva até hoje e conta com fervorosos seguidores, especialmente no Brasil.

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: