Aos amigos, os favores da lei?

Show-me-the-money-in-hous-007Na semana passada, em meio à sessão que analisava a Medida Provisória 619/13 – que tratava da armazenagem de grãos – descobriu-se uma estratégia lamentável: estava infiltrado no texto um artigo que estabelecia o pagamento de seis meses de salário para funcionários do alto escalão (DAS 5 e 6), demitidos do governo federal, mesmo que tivessem sido exonerados por corrupção.

Era uma espécie de quarentena, que em tese objetivava impedir que tais funcionários graduados, após deixar o governo, passassem informações estratégicas e privilegiadas para a iniciativa privada.

Na prática, nada mais era do que uma tentativa de se pagar cabos eleitorais com dinheiro público. Funcionaria assim: a pessoa seria demitida e, durante os próximos seis meses, o governo o pagaria para ela ficar em casa, recebendo integralmente seu salário e militando a favor de seus antigos empregadores. E o que dizer de estender esse benefício aos demitidos mesmo em consequência de atos de improbidade ou corrupção?

A proposta é um acinte, uma vergonha! Felizmente a oposição estava alerta e conseguiu derrubá-la. Ao final, o episódio foi tão constrangedor que até os partidos da base aliada – que defendiam a medida – retiraram o apoio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: